Novo Auxílio Emergencial: fique por dentro!

29 de Março de 2021

A nova prorrogação dos pagamentos do auxílio emergencial vai começar entre o dia 4 e 5 de abril para inscritos via aplicativo, site e inscritos do CadÚnico que não recebem o Bolsa Família. E a partir do dia 16 de abril para inscritos do programa social Bolsa Família, com o calendário habitual de pagamentos, ou seja, nos últimos 10 dias úteis do mês.

Com relação a divulgação da lista de aprovados para a nova rodada de pagamentos, apesar da grande ansiedade por parte do público, tendo em vista que o benefício chegará em boa hora, a lista de aprovados do auxílio emergencial 2021 estará disponível a partir do dia 1º de abril.

No entanto, a consulta dos aprovados estará disponível por meio da ferramenta do Portal de Consultas da Dataprev que pode ser acessada clicando aqui.

Como funciona o Auxílio Emergencial em 2021?

Assim como foi feito no ano passado, o Auxílio Emergencial 2021 será pago em quatro parcelas mensais, a primeira delas já no mês de abril. Mas os valores não serão os mesmos do ano passado. 

Confira os valores da nova rodada de pagamento:

  • Parcela de R$ 150 para pessoas que moram sozinhas;

  • Parcela de R$ 250 para famílias de baixa renda com dois integrantes ou mais;

  • Parcela de R$ 375 para mães solteiras. 

Quem tem direito ao novo Auxílio Emergencial? 

O benefício pode ser recebido por qualquer cidadão maior de 18 anos, ou mãe com menos de 18 anos, desde que se encaixe em um dos seguintes requisitos:

  • Estar em situação de desemprego;

  • Ser microempreendedora individual (MEI);

  • Ser trabalhador (a) informal;

  • Ser contribuinte da Previdência Social;

  • Pertencer a uma família com renda individual menor que meio salário mínimo (R$ 522,50 por pessoa);

  • Pertencer a uma família cuja renda total é de 3 salários mínimos (R$ 3.135,00). 

Quem recebeu auxílio no ano passado vai receber em 2021?

Não necessariamente. Segundo o Ministério da Cidadania, todo mundo que havia sido aprovado será automaticamente reavaliado para receber ou não as novas parcelas. Ou seja: se sua situação mudou, você pode perder o benefício.


Conseguiu entender como vai funcionar a nova fase do auxilio emergencial? Quer saber mais sobre o assunto? Ou tirar suas dúvidas com um especialista? Entre em contato conosco e agende uma reunião.

 

(11) 3834-1730 Whatsapp (11) 97592-1012

©2019 por Vidal Advocacia.